inícioblogpost

Projeto de Padronização do Protocolo de Comunicação entre Laboratórios Apoio e Laboratórios Apoiados

14 de maio de 2021 • 7 min de leitura

A terceirização da realização de exames laboratoriais aos chamados “laboratórios de apoio” evoluiu aceleradamente no Brasil ao longo das últimas décadas, tanto do ponto de vista dos tipos de exames e dos volumes envolvidos, quanto das modalidades de relacionamento entre os laboratórios e  seus clientes – os “apoiados”. A participação dos apoios vem sendo fundamental à redução dos custos e ao acesso a exames laboratoriais, especialmente àqueles dependentes de escala.

Além de toda complexidade existente na logística que envolve a captação e o transporte das amostras em um país continental, como o Brasil, igualmente complexa é a intensa troca de dados necessária à realização dos exames pelos apoios. Milhões de transações ocorrem diariamente entre os apoios e os cerca de 20 mil laboratórios brasileiros, envolvendo a identificação de pacientes, amostras, exames, resultados e mais uma infinidade de dados associados.

Por razões históricas, cada laboratório de apoio desenvolveu o seu mecanismo individual de troca de informações com seus apoiados. Protocolos proprietários e nomenclaturas próprias para a identificação de exames caracterizam esta intensa comunicação desde o seu início, mantendo até hoje uma complexidade desnecessária e altamente prejudicial à adesão de novos apoiados a um fornecedor, sem falar dos altos custos correlacionados.

Desde as primeiras discussões para a formação da  LISBrasil, este tema foi elencado pelos executivos como um grande problema do setor, responsável, entre outras coisas, por drenar recursos substanciais dos associados sem agregar valor aos respectivos softwares. Também ficou claro que o associativismo e a colaboração entre as empresas desenvolvedoras de LIS brasileiras, por meio da condução de um projeto de solução para o problema, seria a única forma capaz de mudar esta realidade.

Nasceu, então, o “Projeto de Padronização do Protocolo de Comunicação entre Laboratórios Apoio e Laboratórios Apoiados” (*), com o objetivo de estabelecer um protocolo único para esta comunicação em nível nacional, capaz de suportar todas as necessidades de comunicação conhecidas, bem como de fazê-lo com objetividade e eficiência. O projeto começou a ser desenvolvido por um grupo de técnicos de empresas associadas de forma praticamente concomitante à formação da LISBrasil e deverá, em breve, entrar em fase de implementação pelas empresas associadas e por laboratórios de apoio.

O DIFERENCIAL

O diferencial de proposta de padronização de envio de pedido de exames e recebimento de resultado proposto pela LISBrasil é que fica sob responsabilidade da LISBrasil, com adesão de todos os seus associados, a implementação, governança e manutenção desse protocolo único e, consequentemente, a redução de custos de manutenção de diversos sistemas de trocas de informações entre laboratórios de apoio e laboratórios apoiados.

A LISBrasil entende que a iniciativa além de reduzir custos, cria uma nova dinâmica de relacionamento na prestação de serviços tanto do laboratório de apoio quanto dos laboratórios apoiados.

Haverá, certamente, muitas outras iniciativas em que o conhecimento técnico, a capacidade de realização e o espírito associativista da LISBrasil poderão transformar para melhor a realidade do nosso mercado. Este é apenas a primeira!

(*) O escopo do projeto não inclui, em um primeiro momento, a padronização da nomenclatura de exames e de outras propriedades – objeto de uma próxima iniciativa da nossa Associação.

Para saber mais, entre em contato.


Quer receber novidades sobre o segmento e a atuação da LISBrasil?

LISBrasil | © 2021 Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Multivias e 8pdev.studio